date

11 3889.3939

INFARTO DO MIOCÁRDIO

INFARTO DO MIOCÁRDIO

Definição: refere-se a morte do músculo cardíaco causado pela obstrução total ou parcial de uma artéria coronária. O coração, assim como todos os órgãos do corpo, precisa de suprimento de sangue para sua sobrevivência. Esse suprimento de sangue é fornecido por vasos sanguíneos chamados artérias coronárias. Em determinadas situações pode ocorrer o entupimento de uma dessa coronárias, fazendo com que as células cardíacas não recebam suprimento adequado de sangue e morram ocasionando o infarto.

Mecanismo: Em algumas pessoas as artérias coronárias podem receber depósitos de gordura no seu interior formado placas que estreitam a sua luz. Em algumas ocasiões, essas placas de gordura podem apresentar pequenos rompimentos na sua superfície, o que gera uma resposta do organismo. Essa resposta consiste no envio de uns elementos presentes no sangue chamado plaquetas para essa região. As plaquetas se juntam e se depositam sobre essa placa de gordura lesionada formando coágulos. Esses coágulos vão acabar obstruindo a artéria coronária levando ao infarto.

Sintomas:  O infarto normalmente se caracteriza pela presença de dor no peito em aperto de forte intensidade, que pode se espalhar para o braço e mandíbula, associado a náuseas ou vômitos e suor frio. Algumas vezes a pessoa pode sentir apenas dor de estomago de forte intensidade. 

Diagnóstico: O diagnóstico de IAM é feito pelos sintomas do paciente, pelo Eletrocardiograma e pelas enzimas cardíacas. As enzimas cardíacas (CKMB e troponina) encontram-se dentro das células do coração e são liberadas no sangue quando ocorrem infarto. A sua dosagem no sangue ajuda no diagnóstico de infarto. Deve-se lembrar que as enzimas cardíacas podem encontrar-se aumentadas em outras situações além do infarto como, por exemplo, na miocardite, insuficiência cardíaca, embolia pulmonar, sepse dentre outras. Por isso é sempre importante passar por uma avaliação com um cardiologista.

Tratamento: O tratamento vai depender do tipo de infarto.  Existem basicamente 2 tipos de infarto. Infarto sem supra de ST e infarto com supra de ST. O diagnóstico desses 2 tipos de infarto é feito pelo Eletrocardiograma. De uma forma geral o tratamento vai consistir de medicamentos e da realização de cateterismo. A depender do resultado do cateterismo pode-se optar por tratamento medicamentoso apenas, realização de angioplastia com implante de stent ou realização de cirurgia de revascularização do miocárdio.

Prognóstico: O prognóstico vai depender de vários fatores: tempo para detecção e início de tratamento, tipo de IAM, coronária envolvida, tamanho do IAM, se já apresentou outros IAM prévios, se já apresenta lesões em outras coronárias e etc. Somente o seu cardiologista com base na sua história e em seus exames vai poder avaliar isso melhor.